Pai

Por Jornalista Guilherme Kalel

09/08/2020

Hoje, estamos adaptando-nos a uma nova rotina e a novos tempos.
Até o ano passado, uma data como o dia dos pais, era sinônimo de troca de presentes, de lembranças e mais do que isso, de muitos abraços.
Porque é o dia em que, nós homenageamos aqueles que temos como nossos heróis.
Que nos ajudam a enfrentar mais que as dificuldades da vida, mas os nossos medos.
Encara-los de frente, com a certeza de que poderemos os vencer no final.
Hoje, estou distante de meu pai.
Mas através desta postagem, venho relembra-lo.

E relembrar também, minha profunda admiração, carinho, amor.
Pela pessoa mais correta, honesta, trabalhadora e dedicada, que eu já conheci.
Um espelho, para que eu possa ser para os meus filhos, o que ele é, e sempre vai ser para mim.
Exemplo, determinação.

Ser pai é uma dádiva de Deus,
é um Dom que aceitamos,
é uma honra que recebemos.

Ser pai é um gesto de amor,
é corrigir com definição,
é saber por alguém num caminho, numa direção.

Ser pai é ter grandes preocupações,
viver repleto de dúvidas e incertezas,
e aprender todos os dias uma coisa nova.

Ser pai é amar incondicional,
sentimento sem igual,
que passa a habitar dentro de nós.

Do exato momento em que seguramos aquele pequeno ser em nossos braços,
ao instante de ver ele transformado num ser humano de caráter,
é um misto de sensações e realizações.
Um sonho, que muitas vezes se realiza sem que saibamos os propósitos.
Para alguns, sem planejamento é verdade,
mas que para todos tem algo em comum.
Todos nós pais, não gostaríamos de ter um outro presente em nossas vidas, que não fossem os nossos filhos.
E faríamos o que fizemos por eles, tudo outra vez, quantas vezes forem necessárias!

Feliz dia dos pais a todos,
especialmente ao meu.

Agradecimentos

Por Jornalista Guilherme Kalel

29/07/2020

Hoje eu não poderia deixar de lhe escrever, caro leitor.
Para agradecer pelo carinho com que fui tratado mais uma vez.
Nesta terça-feira, 28 de julho, completei meu aniversário de 30 anos de idade.
Recebi, em diferentes meios de comunicação, mensagens de carinho, cumprimentos e felicitações.
Desejo que Deus, possa retribuir a vocês com muitas bençãos, luz e positividades, tudo o que me desejaram na oportunidade.
Foram, milhares de mensagens lindas que eu fiz questão de acompanhar, ler cada uma delas.
E guarda-las aqui, em meu coração.

Saber que posso contar com todo esse carinho não tem preço,
e estimula para que continue seguindo em frente na minha jornada, de trabalho e de vida.
De todo coração obrigado!

30 anos e uma Historia

Por Jornalista Guilherme Kalel

28/07/2020

Mais uma vez, 28 de julho, agora do ano de 2020.
E vem com este dia, 30 anos de minha vida e historia.
Que se escrevem nas páginas em branco da vida, deixando capítulos e capítulos que marcaram e marcarão para sempre a mim, e aos que por minha vida passaram.
Preparei para a data um texto, também presente num vídeo que será publicado ao longo do dia de hoje, que diz assim:

No dia 28/07/1990, eu abria os olhos para este mundo.
Logo os médicos descobriram que nasci com deficiência visual.
E logo eu descobri, que havia um mundo lá fora que eu desejava muito conhecer e desvendar a minha maneira.

Minha infância foi repleta de cuidados, carinhos e dedicação.
Aprendi tudo que precisei para me tornar uma pessoa de bem e de caráter.
Aprendi também a lhe dar desde cedo com as percas que a vida nos proporciona.
E que saudade, é uma palavra que fere mais que qualquer uma outra.

Eu cresci, sabendo que haveriam inúmeros obstáculos a superar.
Desafios a enfrentar.
Que muitas vezes as pessoas não acreditariam na minha capacidade.
E que antes de acreditarem, era preciso que eu mesmo acreditasse em mim.

Quando acreditei o quanto eu era capaz, os desafios pareceram pequenos.
Os obstáculos foram driblados, não importa o seu tamanho.
Meus sonhos foram se tornando realidade.
E eu sempre tendo o apoio necessário para seguir em frente com cada um deles.

Desde muito cedo, sabia o que eu queria ser.
Onde eu queria estar, e o quanto era importante fazer a diferença na vida das pessoas.
Desde cedo, soube que esta caminhada não seria fácil.
E que as vezes os desafios seriam grandes.

Como diz em um filme, “Com grandes poderes, vem grandes responsabilidades.”
E como eu escrevi certa vez, “O que te define, não é aquilo que mostras, mas sim aquilo que faz.”
Por isso sempre me dediquei a fazer o meu melhor.
E todas as vezes que o meu melhor não parecia ser o suficiente.
Me dediquei a melhorar ainda mais.

Assim, realizei feitos inimagináveis.
Atingi objetivos impensáveis.
Vivi plenamente e sem fronteiras.
Não ter a visão, era um detalhe.
Um detalhe que só parecia me fazer enxergar, de maneira muito mais ampla todas as coisas.
Parece um paradoxo sem nexo, mas fazia todo o sentido.
O que os meus olhos do rosto não eram capazes de ver, o meu coração enxergava com propriedade.

Aprendi desde muito pequeno, e até os dias de hoje, a ser assim.
E usar isso como um grande triunfo.
Ser uma raridade, em meio a tantas coisas desafiadoras que é o fato de viver.
E todas as vezes que eu pensei em desistir.
Haviam razões pra me dizer “Desiste não”.
E eu não desistia, eu seguia em frente.

Assim eu descobri,
que a maldade humana não pode ser maior do que a força da verdade.
Que são as simples coisas da vida, portadoras de verdadeira beleza, que nos proporcionam momentos reais de alegria.
Que amar, é muito mais que dizer eu te amo.
Que para se provar o amor, é preciso ações que demonstrem o quanto esse sentimento importante, valioso, está dentro de nós.

30 anos se passaram.
De um bebê um dia entregue a Nossa Senhora de Aparecida.
De modo sempre a cuidar de meus caminhos.
Me transformei.
Virei um homem, fui pai, sou Jornalista.
Com muito orgulho.
Que orgulho tenho do trabalho que todos os dias eu executo.
Que amo, que sou apaixonado, e que agradeço a Deus por fazer.
A Deus e a todas as pessoas que acreditaram no meu potencial.
Que me incentivaram a nunca desistir de meus sonhos.
A chegar aqui.

Pessoas que me deram pequenos ou grandes empurrões.
Que hoje me impulsionaram a escrever.
E compartilhar esses momentos com vocês.

Me transformei,
fui desafiado e venci,
provei minhas capacidades,
acreditei em mim,
Aprendi a amar, sempre de maneira incondicional,
trabalhei e trabalho para deixar uma marca, um legado ao mundo,
e uma razão para que meus filhos se orgulhem de mim.

30 anos se passaram.
E estou aqui, pronto e aberto, as novas oportunidades e possibilidades que a vida tem a me ofertar,
aos sonhos que poderei sonhar,
aos que ainda posso realizar.
O segredo é nunca desistir,
sempre tentar,
nunca estremecer,
saber que não estou nem nunca estarei só,
Que posso saltar, correr, pular,
me sentir de certa forma inquebrável,
Pois fui moldado sob um ideal,
e ideais são a prova de balas ou de rupturas.

Finalizo esta postagem, agradecendo.
A Deus pelas oportunidades,
Aos professores que com carinho me conduziram pelo caminho,
A minha família.

Os agradecimentos pelo 7 de julho

Por Jornalista Guilherme Kalel

08/07/2020

Passada toda a euforia do 7 de julho,
hoje é dia de vir aqui para agradecer.
Ontem, centenas de milhares de pessoas dedicaram parte de seu tempo, para vir a mim e desejar-me, parabéns.
Pessoas que me ajudaram nesses 13 anos de carreira, a escrever a minha historia.
Estejam elas presentes fisicamente ou virtualmente,
fazendo parte da equipe como colaboradores ou como leitores.

Todos vocês, são essenciais para que este dia de ontem pudesse ter sido comemorado.
E eu só tenho a agradecer, por isso.
Pelo carinho, pela atenção, pelas palavras de incentivo quando as coisas parecem difíceis.
Vocês leitores, são a razão para que eu não desista do trabalho.
Para que eu siga firme e forte nos ideais, e até, para que me torne inquebrável no ato de informar.

É assim que pretendo continuar, nos próximos anos, com o apoio de cada um de vocês.
Não almejo para mim riquezas pessoais,
apenas o necessário para sobreviver,
e o suficiente para que possa continuar com meu trabalho e para que possa, ajudar as pessoas.
Meu muito obrigado de todo coração, por tudo neste 7 de julho.
Vocês foram incríveis.

O que muda com a marca Guilherme Kalel

Por Jornalista Guilherme Kalel – 07/07/2020

A partir de hoje, o nome Guilherme Kalel não se refere mais apenas a uma pessoa,
mas passa a ser uma marca, minha marca.
A empresa de comunicação Guilherme Kalel, foi desenhada com o objetivo de ser responsável por este espaço e suas comercializações,
e também pelo Informe Franca.
O Portal não tinha desde sua fundação em maio, uma empresa que estivesse por trás de sua administração.
Demorou um tempo até que eu criasse a sua equipe de gestão, comigo como Presidente e as Coordenadoras de trabalho que auxiliam-me a administra-lo.
Com a criação da marca Guilherme Kalel, nada muda nesse contexto administrativo.
Mas as decisões relacionadas ao Portal, passam a ser tomadas pela equipe de gestão Guilherme Kalel, e não mais sem um nome a se dar.

A empresa Guilherme Kalel, foi construída com o foco na comunicação, propaganda e marketing.
Por isso nada nos impede de atuar, para além do Jornalismo se tivermos esta oportunidade.
Com propagandas, vinhetas e outras chamadas, para quem desejar nos contratar.

Por que Guilherme Kalel?
Escolher um nome para uma empresa as vezes leva tempo, e as vezes faz com que você pense bem.
A empresa leva uma marca que é como um DNA que irá definir todos os produtos que ela apresentar.
Como o Informe Franca, um produto de Guilherme Kalel.

E este nome, que eu uso hoje há 13 anos, caiu bem para se transformar também no nome da empresa.
Assim, idealizamos a marca e transformamos ela em algo maior, do que um simples pseudônimo um dia criado por um jovem que sonhou em fazer Jornalismo,
e que transformou este sonho numa realidade.

Na prática o que mudou, foi o formato de postagens neste espaço.
Temos ainda este Blog, dentro do site Guilherme Kalel, que abastecerei com informações sobre minha vida e carreira.
E o site como um todo, ganhou uma parte para venda de meus livros liberados a comercialização,
e outra parte para venda de produtos personalizados, que ganharão mais itens nas próximas semanas.
Espero que todos gostem do que foi preparado, para esta data e ao que vem por aí.
A nossa equipe trabalhou muito para idealizar cada pedacinho desta marca e fazer com que chegasse até vocês.
Com afinco, amor e dedicação, como nossos leitores mais fiéis merecem.

Uma nova trajetória começa aqui

Por Jornalista Guilherme Kalel – 07/07/2020

Hoje, 7 de julho, o dia é especial
há muito para se recordar e ao mesmo tempo, comemorar nesta data.
São 13 anos de historias contadas, relatadas em páginas e mais páginas
apesar de muitas coisas terem mudado ao longo de todo esse tempo, o fato que não muda é a dedicação com que contei cada uma dessas historias.

Sempre me envolvi em cada Pauta desenvolvida ainda que não por mim,
acompanhei o apurar dos fatos e seu desenrolar,
incentivei meus colaboradores a correrem atrás da notícia
mas também eu corri.
Sempre que uma historia chegou as minhas mãos ou a meu conhecimento,
fiz o que pude a divulga-la, e amplamente informar as pessoas sobre o ocorrido.

O trabalho que eu escolhi por fazer não é algo que possamos dizer ser fácil,
ser Jornalista exige, as vezes muito de você.
Ainda que as vezes as pessoas possam pensar o contrário, você trabalha, e muito.
Com dor, sem dor, com o mundo em crise ou no meio do caos.
Enfrenta as dores e as incertezas,
encara os medos e traumas,
para fazer aquilo que se disponibilizou a fazer.
É uma paixão, e quem faz Jornalismo, faz por vocação.
Não adianta, se a pessoa não tiver o dom e não for comprometido com o trabalho, não dá para se dedicar a ele.
Porque você tem que estar ciente,

Jornalista não tem sábado, domingo ou feriado.
As vezes fica sem natal, ano novo, e tem pouquíssimas horas de descanso por noite.
As vezes nem descansa, vira a noite fica em claro, cobrindo um evento importante ou uma Pauta de última hora.
Os verdadeiros Jornalistas são assim,
eles se dedicam de corpo e alma, e as vezes dormem pensando em algo, com uma matéria pronta,
e quando acordam horas depois, são obrigados a mudar todo o cronograma.

Há 13 anos eu escolhi essa vida.
Não me arrependo e nunca me arrependeria.
E se tivesse de escolher outra profissão, seria Jornalista.

Hoje, assim como há 13 anos atrás iniciei uma carreira, também inicio novos projetos.
Este espaço foi todo reformulado para abrigar a nova fase desses projetos.
A empresa de Comunicação responsável por gerir o Informe Franca, meu Portal de Notícias, leva o meu nome.
Porque Guilherme Kalel ao longo desses anos se tornou mais que um pseudônimo
virou uma marca.
Virou sinônimo de muito trabalho e dedicação,
de fazer diferente o que outros fazem igual,
virou sinônimo de fazer a diferença na vida das pessoas,
de projetos sociais, que ajudam de verdade a quem precisa.

É isso que pretendo continuar a fazer, por mais 13 anos, por muito mais que este tempo, enquanto Deus me permitir fazê-lo.